O arquiteto Edgar Sacchi amplia o universo do Home Staging para o Trade, auxiliando na venda de lojas

Edgar Sacchi

Home e Trade Staging

O Home Staging tem se tornado mais conhecido no Brasil, ajudando as pessoas a deixarem seus imóveis mais interessantes para vendas mais rápidas que o esperado, além de gerar uma valorização de pelo menos 30% do imóvel.

“A proposta do home staging é decorar os ambientes de forma simples sem gastar muito”, conta Edgar Sacchi, arquiteto especialista em Tecnologia BIM. Para isso, o projeto foca mais na decoração e harmonização do ambiente, contando com ajustes mais básicos como pintura das paredes, troca de revestimento, integração dos ambientes e móveis que aproveitem melhor o espaço.

Como exemplo, no apartamento da Vila Buarque (SP), o Home Staging realizado pelo Edgar trouxe mais personalidade para o local, fazendo com que o futuro comprador possa visualizar como aquele ambiente poderia se tornar um apartamento dos sonhos, com decoração moderna e minimamente projetada. “O apartamento apesar de ser grande era “decorado’’ com móveis soltos, sem vida e que não tinha nenhuma integração com o apartamento”, conta Edgar.

Buscando agradar qualquer tipo de possível comprador, um ponto fundamental do Home Staging é despersonificar a decoração do local, deixando-a mais profissional, diferente do que seria tentar vender simplesmente a foto de um apartamento ainda cheio de móveis e itens do último morador. Para isso, o arquiteto salienta a importância de desenvolver o projeto em tons sóbrios e neutros, que garantem versatilidade e harmonia para um perfil mais amplo de interessados, desde os mais velhos aos mais novos.

Mantendo características marcantes do apartamento original, outra dica do Home Staging é unir os pontos fortes do imóvel com mudanças que tragam melhorias ao espaço. No caso do apartamento da Vila Buarque, foi mantida a escada flutuante que estava desgastada, aplicando ajustes básicos. “Foi utilizado revestimento amadeirado na parede lateral, o que trouxe muito mais charme e modernidade”, explica Edgar.

O mesmo acontece na cozinha, que recebe uma pintura nas paredes antigas para parecer mais agradável, além de novos móveis que sugerem o melhor aproveitamento do espaço.

Trade Staging – Vender uma loja pode ser ainda mais difícil do que vender um apartamento ou casa. Pensando nisso, é possível expandir a técnica do Home Staging para o Trade, desenvolvendo um projeto que mostre ao comprador como o espaço físico tem condições de receber para o futuro trabalho de visual merchandising e design das vitrines. No Shopping Bonnaire Mall, no Morumbi, o projeto arquitetônico ajudou a demonstrar como a loja poderia ficar após a reforma.

“O projeto aproveita o pé direito duplo do local para criar um mezanino, duplicando assim o espaço comercial. No pavimento térreo ficam localizados o balcão de recepção/pagamentos, e algumas araras para acomodação das peças em coleção”, conta Edgar, explicando como o processo de Trade Staging pode ser tão simples quanto o Home.

Para o Trade Staging é importante que o projeto una funcionalidade para os funcionários da loja e beleza para a composição do Trade. No projeto do Shopping, a porta lateral no pavimento térreo dá acesso ao estoque, onde ficam armazenados todas as peças da loja: uma solução para os funcionários.

Já pensando na estética, a porta de entrada é projetada em madeira ripada, uma alternativa sofisticada que permite a visualização da vitrine mesmo quando a loja está fechada. “Na parede dos fundos foi utilizada o azul turquesa, que combina muito bem com materiais como o tijolo aparente e os tons de madeira”, conta o arquiteto.

Contato:
Edgar Sacchi Arquitetura
(11) 3645-0536
https://www.edgarsacchi.com/