A publicação do Manual de Recomendações para Contrapisos Flutuantes é resultado do trabalho do Comitê de Pisos e Mantas da ProAcústica, que levou mais de um ano reunindo consultores e empresas fabricantes de produtos para contrapisos flutuantes

manualCom a entrada em vigor da Norma de Desempenho, ABNT NBR 15.575:2013, houve grande movimentação do mercado com relação aos critérios de desempenho acústico em edificações residenciais, em especial o critério para avaliação do isolamento ao ruído de impacto em pisos. Dessa forma, com o objetivo de dar apoio às empresas associadas sobre o tema, a ProAcústica (Associação Brasileira para a Qualidade Acústica) lança o Manual ProAcústica de Recomendações Básicas para Contrapisos Flutuantes.

A publicação é resultado do trabalho detalhado do Comitê de Pisos e Mantas, da ProAcústica, que se estendeu por mais de um ano, reunindo especialistas e empresas fabricantes de produtos e soluções acústicas para contrapisos flutuantes, associadas à entidade. A necessidade  de desenvolver o conteúdo se deu pela ausência de informações técnicas padronizadas e da pouca tradição de especificação de materiais por desempenho no país.

Com a participação de 21 empresas associadas, entre fabricantes e fornecedores de material resiliente (14) e consultorias especializadas em projetos acústicos (07), o comitê teve a missão de discutir e aperfeiçoar informações técnicas sobre contrapisos flutuantes e elaborar um manual de recomendações básicas para a aplicação deste sistema, a fim de melhorar o isolamento acústico em lajes de edifícios habitacionais.

Os sistemas de pisos, que separam unidades habitacionais autônomas em diferentes andares, devem garantir um desempenho adequado de isolamento acústico aéreo (conversações, TV, música, etc.) e de isolamento acústico ao ruído de impacto (passos, queda de objetos, arrastar de móveis, etc.). Esses sistemas de pisos estão compostos pelos elementos de camada estrutural (laje) e elementos opcionais (contrapiso).

O Manual é um guia prático com orientações e informações para profissionais de projeto e especificação, construtoras e incorporadores, entre outros. Seu escopo se restringe à aplicação de contrapisos flutuantes, independente dos revestimentos ou acabamentos aplicados, sendo que suas indicações não envolvem responsabilidade estrutural.

Com base em normas internacionais, na ausência de normas nacionais, o comitê trabalhou para produzir um guia prático e orientativo para a padronização de informações sobre o sistema. A partir também de um levantamento de relatórios técnicos de ensaios das empresas fabricantes de material resiliente e de ensaios do maior número de produtos realizados em laboratório internacionais, foi possível formatar informações para a comprovação de eficiência acústica.

É importante ressaltar que o Comitê, neste período de trabalho, incentivou entre os fabricantes a realização de ensaios de seus sistemas em laboratório para a medição do desempenho.

Das 14 empresas fabricantes participantes do Comitê, duas já dispunham de ensaios anteriores e 12 estão participando de um lote com mais de 50 ensaios que estão sendo realizados a partir de uma negociação intermediada pela ProAcústica com o ITeCons – Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico em Ciências da Construção, de Portugal, selecionado, entre outros renomados laboratórios internacionais, pela estrutura oferecida para os ensaios, por sua credibilidade e experiência com as normativas de ensaio de material resiliente para pisos.

O manual está disponível para download no Portal ProAcústica, em Publicações – Manuais

Serviço:
ProAcústica / www.proacustica.org.br